PROJETOS DE ADEQUAÇÃO NR-10

Projeto de adequação da NR-10 sem sustos!

Projetos de Adequação

Temos know-how para oferecer Projetos de Adequação, Norma Regulamentadora emitida pelo Ministério do Trabalho e Emprego do Brasil que tem como objetivo garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que interagem com instalações e serviços em eletricidade
 
Por isso, além de elaborar diagnósticos e demais procedimentos pedidos pela Norma Regulamentadora, a Inforse realiza o mapeamento das atividades de manutenção elétrica e das atividades relacionadas à gestão de segurança elétrica, fornecendo modelos iniciais de Procedimentos de Trabalho ao cliente.

Entre em contato conosco, nossa equipe de profissionais está pronta para prestar esclarecimentos sobre os serviços.

Atendimento das 8:00 as 17:00

Projeto de adequação da NR-10 sem sustos!

Desde que entrou em vigor, em 2004, a NR-10 tem gerado muitas dúvidas para as indústrias. Porém, quando as empresas são bem orientadas e possuem um Sistema de Gestão da Segurança Elétrica que norteie suas ações, essa Norma Regulamentadora é de fácil aplicação e traz benefícios para a segurança dos trabalhadores e das instalações elétricas.
 
Confira, a seguir, alguns dos serviços que a Inforse realiza para que uma empresa atenda todos os requisitos da NR-10:

Relatório de Inspeções

Com ele, é possível diagnosticar quais são os requisitos da NR-10 ainda não atendidos, tanto na gestão, quanto nas instalações físicas da empresa. A partir desse relatório, a Inforse produz um Prontuário Elétrico, que fornece todas as informações e padrões de conduta necessários à preservação da integridade física dos trabalhadores e instalações elétricas.

IT 41 - INSPEÇÃO VISUAL EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

A Inforse é autorizada a realizar o serviço de Inspeção Visual exigido pelo Corpo de Bombeiros em instalações elétricas prediais de baixa tensão. Esse serviço consiste em verificar a existência de medidas e dispositivos essenciais à proteção de pessoas e de instalações elétricas contra possíveis situações de choques elétricos e de risco de incêndio. 
 
Por isso, a vistoria feita por nossa empresa atende às prescrições da norma NBR 5410/04 e aos regulamentos das autoridades e das concessionárias de energia elétrica. Dessa forma, com o laudo de nossa inspeção em mãos, as empresas não encontrarão resistência – do ponto de vista das instalações elétricas – para a liberação ou obtenção de qualquer documento.

Laudo SPDA (Sistema de Proteção contra Descargas Elétricas)

Trata-se de um relatório das inspeções e medições do sistema de aterramento elétrico e do sistema de para-raios. Para confeccionar esse Laudo, a Inforse verifica, por exemplo, as conexões, a integridade física dos componentes, a conformidade com o projeto, o estado das malhas e dos captores, entre outras coisas.

Termografia

termografia (do grego θέρμη therme, significando calor; e γραφία grafiaescrita) é uma técnica que permite mapear um corpo ou uma região com o intento de distinguir áreas de diferentes temperaturas, sendo portanto uma técnica que permite a visualização artificial da luz dentro do espectro infravermelho. As vibrações de campos elétricos e magnéticos que se propagam no espaço a velocidade da luz de forma mutuamente sustentadas dá origem às ondas eletromagnéticas, e o conjunto de ondas eletromagnéticas de todas as frequências formam o espectro eletromagnético. O infravermelho corresponde a uma faixa freqüência eletromagnética naturalmente emitida por qualquer corpo à temperatura próxima à do ambiente (22ºC), com intensidade proporcional à quarta potência de sua temperatura. A emissão de ondas eletromagnéticas pelos corpos aquecidos é estudada na Física mediante o que denomina-se por radiação de corpo negro, sendo essa descrita pela Lei de Planck. O estudo da radiação térmica de corpos negros apresenta-se na história da Física como o principal fenômeno que levou ao desenvolvimento da mecânica quântica.

Termo visor com Câmera Infravermelha

Embora hoje existam sensores infravermelhos de estado sólido que operem à temperatura ambiente (os ccd de infravermelho), os primeiros termo visores funcionavam com nitrogênio líquido (entre 63K e 77K), estando portando numa temperatura baixa para poder “ler” o calor radiante de qualquer corpo que esteja nas imediações.

Inforse-termografia-informações-e-serviços